29.6.12

Envies

Une putain d'envie de déconner, voilà tout, de remplir une baignoire de Paddy chaud, de draguer la serveuse du bistrot qui n'a pas d'internet et ne s'appele pas (la serveuse) Hélène mais qui est mignonne comme tout, de partir demain et ne pas avoir du près à faire dès dimanche, dimanche déjà, d'arriver vite à Vigo, la ville la plus grise et moins grisante qui soit, de dire à la dame qu'à 4 euros la portion de Paddy elle pourrait bien y aller un petit peut du doigt, avec doigté, bien entendu, de penser - penser, tout court.

Une putain d'envie, mais je ne sais rien d'envies, encore moins de putains d'envies, quand elles me prennent par le bas du ventre et ne s'arrêtent que dans le haut de la tête et dans la pointe des orteils et des doigts (d'où le doigté). Une envie mal placée, claro, les putains sont toujours mal placées, les envies encore pire, la nuit n'a cesse de commencer et pas moyen de finir.

Il n'y a rien de plus déprimant qu'un bistrot français plein de beaufs, até a proprietária é beauve, e eu penso no bom gosto, no frio que vou ter, na bolina que me espera, nos bifes slow cooking que vão acabar de cooking amanhã porque hoje não havia tempo nem paciência nem fome nem a ponta de um chavelho que nos desse envie de esperar por eles, os bifes.

De maneira são onze da noite e a noite chegou, finalmente, vai ser cada vez maior daqui para a frente. Que se foda a noite, que se fodam as envies putains, para pouco mais servem, as noites do que para se foderem e se beberem até ao fim, como se não houvesse mais mar, mais vento, mais nada se não frio e envie de déconner, saloperie d'envie, putains de beaufs.

"Um pé por ano de idade do proprietário" é o tamanho adequado de uma embarcação de recreio; mas "compra o barco mais pequeno que conseguires comprar ("buy the smallest boat you can afford"); nunca tenhas menos de 32 anos, nesse caso.

E veste-te bem, um pequeno pijama branco para dormir no camarote do armador, uma veste de quart para os quartos, umas botas para o mau tempo e duas mãos para agarrar as envies, putains qu'elles soient, vaches, prennantes comme le mauvais temps en Biscaie, connes comme une chanson de Renaud, bêtes comme les balais de la Royale, heureuses. Les envies sont toutes heureuses, toujours, qu'elles soient de vie, de mort ou de mer.

Il faut voir une envie comme un bateau heureux au portant par force 4 (il n'est pas de bateaux malheureux au portant par force 4).

Drame. Pire: tragédie; insurmontable contradiction. j'ai envie de déconner et pourtant je déteste les cons. Comment faire, bonne mère?

24.6.12

Doenças

De certa forma a felicidade é uma doença. Habita-nos - e a ela nos habituamos - como uma miopia, por exemplo.

Ersatz

De todas as palavras caídas em desuso, uma das que mais lamento é ersatz. Porque terá desaparecido do vocabulário corrente? Da vida não desapareceu, isso é certo e seguro.

Biografias possíveis

Um fotógrafo sem máquina fotográfica e um escritor sem talento.

Perdões

Uma mulher perdoa quase tudo a um homem. Quase: desrespeitar o manual do perfeito sedutor não faz parte dos comportamentos aceitáveis.

Se, A

Se Deus existisse seria homem. Não existe, e isso faz Dele uma mulher. Perdão: A mulher.

Mandamentos

"Faz aos outros o que queres que te façam a ti". Se Moisés fosse um escritor erótico teria sido este o seu primeiro mandamento.

Ambivalências

As mulheres aceitam a ambivalência em si próprias - conhecem-lhe bem a inevitabilidade; toleram-na nas outras mulheres; e acham-na totalmente inaceitável, imperdoável nos homens.

Infelicidades

Lembro-me de A. adormecida ao meu lado, num hotel em Nova Iorque, nua, saciada e infeliz. Mandava fazer infelicidade como vestidos sob medida, nos melhores costureiros da cidade.

21.6.12

Terra

A terra é um país estrangeiro onde há cerveja, vinho, bifes mal passados e duches quentes. Para além disso não lhe vejo grande interesse.

PS - enfim, algumas terras. Noutras há rum e os duches quentes são dispensáveis. Essas têm algum interesse.

9.6.12

ChaMar

Não há um local público na Horta que não tenha uma televisão e por causa de um campeonato qualquer a televisão não fala se não de futebol. 

Está na hora de voltar para o mar.

7.6.12

Seduções

"Seduz-me", diz o mar à terra. "Tolo", responde a outra. "Há muito que te seduzi: estás condenado a vir morrer-me às costas". 

Conselho

Não há pior marido do que um homem feliz e livre.