30.6.04

O fim, III

De repente, o horizonte fica cheio de morte, o tempo, o ar.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.