2.7.04

Vento

"Vento, tanto vento. / Há só vento no meu país" são versos de Eugénio de Andrade de que gosto muito. Pensava muito neles, na Suiça: lá não há vento. E o vento falta-me tanto como o mar.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.