29.10.05

Serviço Público - Vinho

Quinta do Sairrão, Reserva 2002 (www.sairrao.com).

Lamento frequentemente que os bons vinhos portugueses estejam cada vez mais a transformar-se em bons vinhos - deixando pelo caminho de ser bons vinhos portugueses: são cada vez mais iguais aos outros.

Não é o caso deste: é um excelente vinho português, taninado, encorpado, escuro, com uma espuma violeta (o que me leva a perguntar, sonhador, como seria com um ano ou dois), rico de nariz e com um fim de boca que nos faz pensar naquelas senhoras do norte, tão fogosas dentro de portas e tão austeras fora delas. Não é, claro, um vinho para se beber ao lanche (como se os homens lanchassem! - excepto, naturalmente, se o lanche for constituido por um bom chouriço, uns torresmos bem temperados, e lá fora estiver a chover, frio, e nos estejamos a preparar para ir para a cozinha fazer o jantar).

E não perde nada se ficar mais dois ou três anitos na garrafa - perde, sim: tornar-se-á, provavelmente, um vinho mais assagi, mais redondo e aveludado. E será bom na mesma.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.