29.10.08

Terminal de Contentores de Alcântara

Palavras para quê?

Extracto do Relatório 19/2007 do Tribunal de Contas. Pág. 16. Pode ser consultado aqui (mas não se fiquem pela pág. 16. O relatório é uma maravilha. E este também, já agora):

"Para além do Terminal do Seixal que está sem actividade desde Maio de 2005, os terminais com taxas de utilização das suas infra-estruturas mais baixas são: o Terminal de Contentores de Santa Apolónia (44%), o Terminal de Contentores de Alcântara (59%) e o Terminal de Granéis Alimentares de Palença (58%)." (Sublinhados meus).

Assinem e divulguem a petição. Hoje, na 1ª página do Diário Económico, vinha esta chamada para um artigo da pág. 28:

"Mota-Engil começa obras em Alcântara apesar da contestação política

A empresa vai para o terreno já este ano, começando pelas demolições dos edifícios sem uso".

A estratégia da socapa falhou, agora vão querer avançar em força. Temos que parar este absurdo revoltante!

(Quantos mais e mais depressa assinarmos mais depressa eu mudo de tema, prometo).

2 comentários:

  1. Mais uma vez repito...as taxas de utilização não consideram a àrea de parque que está saturada!

    ResponderEliminar
  2. Caro AFF,

    Duas perguntas:

    1º - Quando é que o novo terminal, a fazer-se, fica saturado?

    2º - Porque é que não se aumenta só o espaço de parque sem aumentar a capacidade de acostagem?

    ResponderEliminar

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.