2.2.09

Os cornos do sonho

Deixava-se encornar pelo sonho como um beato por uma puta.

1 comentário:

  1. Vejo, Luís, que é decididamente pouco amigo de sonhos. Também o sou, quando a palavra «sonho» se usa nos sentidos de «ilusão» ou de «ambição». Mas há o outro «sonho», que é o lado obscuro e inconfessável da nossa personalidade, uma «twilight zone», onde tudo é permitido em prol de uma existência eternamente doce, fútil e leviana. Deste «sonho» gosto. ;-D

    ResponderEliminar

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.