4.5.10

Quem sabe?

Por uma razão qualquer que eu não conheço, a cidade de Lisboa está hoje cheia de imbecis vestidos à estudante de Coimbra que gritam, uivam, urram, ululam e fingem, de uma maneira geral, que são os selvagens que de facto são.

Lembro-me da quantidade de cidades que conheço em que isto não só não seria permitido, mas não seria, sequer, imaginável. Prefiro Lisboa. Amanhã pode ser a minha vez, vá lá saber-se.