13.7.10

Saudades

Uma saudade ligeira, quase nada, mal se nota, não dói sequer; de um tempo de que mal me lembro, quase não existiu, não o vivi sequer.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.