21.11.10

Militâncias

Pode ser-se ateu sem se ser militantemente ateu? Lendo o Jugular regularmente pode pensar-se que não, mas depois percebo que o problema está em mim: não sou militantemente pró, nem contra, praticamente nada (enfim, tenho uma certa antipatia pelo Sócrates e pela maioria dos seus ministros, e escrevo-o nos blogs, mas isso não me parece que seja militância. Sou ateu, anti-comunista, mas não perco muito tempo com isso. Há quem o faça melhor). Mas tamanha obsessão não deixa de ser curiosa,  surpreendente. Porquê sempre, e só (há aqui uma hipérbole, eu sei) a "ICAR"?

Claro que o remédio é fácil e está ao alcance de qualquer um; até de um tipo simples como eu. Mas mesmo um simplório se intriga, por vezes.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.