15.12.10

Analogia, vontade e cauda do pelotão

No mar, quando dois navios estão em risco de colisão, quem não tem prioridade (quem não tem "águas") deve desviar-se. Contudo, o desvio deve ser franco, 30 a 40º no mínimo, mesmo que 5º sejam suficientes para evitar a colisão. Isto porque devemos dar um sinal claro ao outro de que o vimos, e 5 ou 10º não são suficientes para tal.

Pergunto a mim mesmo se Portugal não devia fazer a mesma coisa - mudar franca e claramente de rumo, para que seja visível a nossa vontade de sair da cauda do pelotão.

Enfim, seria necessário haver vontade, claro.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.