1.1.11

O que há num nome?

Ouve, Rosa, vou dizer-te uma coisa, Cláudia, que nunca disse a ninguém, Mariana: amo-te, Paula, Ana, Maria, Margarida, Sofia. Amo-te, Isabel, Patrícia, Vicky, Gina, Francisca. Amo-te, Suzana, Elizabete, Helena. Amo-te. Pelo que és, pelo que fazes, pelo teu riso, pelo teu olhar. Amo-te porque és única, e és a única.

(Para a Ana, com amor e carinho e ternura, neste Ano Novo que nunca será velho).

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.