25.4.11

Estereótipos e discriminação de género

Há um estereótipo frequente: o da mulher mal-fodida. Uma senhora tem o azar de ser seca, áspera, pouco feminina e ooops, lá a coitada leva com o "mal-fodida" em cima (ou mais frequentemente atrás). Como todos os estereótipos tem a sua razão de ser, se bem por vezes seja abusado, usado sem razão.

Determinados comportamentos masculinos deviam ter sido estereotipados, também, e não foram, não sei porquê. Por exemplo, o gajo mal-esmurrado. Um gajo que não tenha levado um sopapo ou dois na altura certa passa bastante tempo, posteriormente, a chatear as pessoas para tentar compensar essa lacuna; o objectivo final, se bem por vezes não seja claro, é levar um bom murro, ou mesmo dois, que o indemnizem daquela falha original, e (mas tantas vezes não só) parental.

Infelizmente a prática do murro quase desapareceu, ou está bastante vilipendiada. Porque gajos mal-esmurrados não faltam.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.