17.6.11

Encontros e desencontros

Há uma espécie de crueldade perversa que consiste em perseguir pessoas vulneráveis, frágeis, com os pretextos mais doces e carinhosos; e há uma cegueira (que de tão incompreensível é quase masoquista) que consiste em não ver os sinais de perigo que alguém põe à nossa frente, por muito grandes, visíveis, claros que sejam.

Separadamente, a crueldade e a cegueira passam despercebidas, não fazem muita mossa. As tragédias começam, e só fazem sentido, quando as duas se encontram.

É por isso que não gosto de tragédias: aborrecem-me, de tão previsíveis que são.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.