15.6.11

Resguardo

Há um conceito na navegação chamado "resguardo". Em inglês diz-se "leeway". Prefiro o termo inglês: lee é sotavento, e leeway, literalmente, poder-se-ia traduzir por "caminho, ou espaço, a sotavento".

É o espaço de que uma embarcação necessita para se safar de um perigo, se alguma coisa correr mal.

Por exemplo, estou a barlavento de uma costa e de repente perco a capacidade de manobra; se tiver dado resguardo a essa costa tenho muito leeway para reparar a avaria, ou para me afastar da costa. Se estiver em cima dela, dou com os burrinhos na terra, versão náutica do velho dito.

Claro que circunstâncias diferentes requerem resguardos diferentes - numa regata só não ando em cima das rochas porque não tenho rodas na quilha. Mas mesmo numa regata, se o meu leeway é pequeno, estou permanentemente a pensar no que fazer se alguma coisa correr mal, e tenho sempre preparada a manobra para me safar.

Si tu veux vivre vieux marin arrondis les caps et salue les grains (se queres viver até velho, marinheiro, dá resguardo aos cabos e saúda as tempestades - na marinha de vela a saudação consistia em arrear pano).

Resguardo, manobra, safar, prever são palavras importantes no vocabulário náutico.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.