10.6.11

Serviço público - vinhos

Começa pela cor, escura, densa; continua no ataque, uma explosão de encher o palato até à alma; o fim de boca prolonga-se - com a ajuda de um pequeno, mas sensível toque de santa adstringência. Taninos vivos mas não agressivos, o sabor da uva quase inalterado.

Um vinho de mastigar, de nos fazer lembrar que Deus existe, e se não existe há quem O imite muito bem.

Graham's Vintage 2007.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.