19.9.11

Prémio Nobel póstumo

"Molero fala da outra parte da verdade que se escapa, ... fala da vida que se esconde em cada ser, do fluido em que essa vida continuamente se perde e reencontra...
...
ficando, de qualquer modo, e para sempre, a certeza de que falta uma parte vital dessa vida, a sua substância mais alada, a vida de um homem é sempre mais pesada, e também mais leve, sempre mais ampla, do que a avaliação dela feita por outro..."

"O que diz Molero", Dinis Machado, ed. Quetzal 2009

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.