14.12.11

Diário de bordos - 141211

Parece que está tudo. Nas viagens há um momento assim: um gajo sente que tem de se extrair de onde está. Largamos esta tarde, eu com a esperança de cá voltar em breve, a Lena feliz com a estadia. Grenada é uma ilha magnífica, linda, acolhedora.

.......
Aconteceu há dois dias, na segunda-feira, mas tem ficado por contar porque é daquelas coisas que não se sabe bem por onde pegar. Apesar de ser fácil determinar o princípio da história: comprei um pacote de amendoins no mercado; eram demasiado doces. De maneira dei-os a um senhor que vendia colares. O homem ficou sensibilizado pelo gesto, suponho, e dez ou quinze minutos depois, já noutra secção do recinto, veio ter comigo e disse "tu és o homem que me ofereceu os amendoins". Respondi "sim, sou" e propus-lhe irmos beber um rum, para celebrar (ele estava um bocado grosso, e pensei que não recusaria).

Aceitou imediatamente e levou-me para uma loja numa zona esconsa, labiríntica, apertada. Pedi dois runs e veio uma garrafa pequena, dois decilitros e meio, talvez. Para a pousar e servir os copos só havia uma mesa a poucos metros da "tasca" (entre aspas, porque mesmo tasca é demasiado sofisticado para descrever  o local); e nessa mesa quatro senhores jogavam às cartas.

O resto é fácil de prever: a garrafa de rum foi dividida por todos; e para nos agradecer começaram a cantar de improviso, primeiro à Lena ("you are beautiful, you are beautiful" etc., não percebi a maior parte da letra) depois a Portugal (perguntaram-me de onde era), depois à unidade entre os povos (ou pelo menos pareceu-me).

Foi um momento agradável, apesar de o rum não ser grande coisa: 70º e um sabor a álcool puro - mesmo assim menos pronunciado do que o que comprámos há alguns anos, o Júlio e eu, que fazia 75º e era totalmente intragável. Este só o era parcialmente.

.........
Vamos embora. Os dias em Grenada são bons, como o foram todos os que já aqui passei. E como serão os que passarei.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.