30.12.11

Taxas de câmbio

O problema, claro, é encontrar uma taxa de câmbio favorável. Nas Caraíbas a taxa trabalho - rum é excelente; já a trabalho - vinho tinto é francamente desfavorável. Quando preciso de gastar dinheiro - o dinheiro cheira mal, pesa e faz buracos nos bolsos; é preciso gastá-lo o mais depressa possível - hesito muito entre taxas de câmbio, e às vezes acabo por escolher as duas  - a do rum e a do vinho. Quando vou comer ao Rum Baba, por exemplo, de longe o melhor restaurante de Falmouth Harbour.

Também me acontece testar outras taxas, claro. Ou melhor, outras agências: o Skullduggery, que não é bem uma agência de câmbio, mas uma segunda casa, um escritório, um abrigo; o Coconut and Lime; o Mad Moongose.

Não vale a pena: a melhor taxa de câmbio são todas. E mais vale gastar tudo agora do que deixar tudo gastar-se amanhã, sozinho, sem a nossa intervenção.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.