8.9.12

Literacias, coragem

Uma das coisas que mais admiro na oposição socialista é as coisas que ela sabe. Sabe para burro, passe a expressão. É admirável, incompreensível e injusto ter deixado o país no estado em que deixou, quando estava no governo. Devem esquecer o que sabem, quando governam.

Já quanto à cobardia estou de acordo. O autor deste post sabe do que fala quando fala de cobardia política; e a verdade é que Pedro Passos Coelho devia ter tido coragem para anunciar reformas a sério. Aposto que o PS, e todos aqueles que se aproveitaram do regabofe socratista se extasiariam: "o homem tem coragem".