28.5.14

Lisboa

Velha amante do mundo:  o tempo passa por ti como um rio por um seixo. Redonda eras, redonda ficas.