20.8.14

O cancro e a lotaria

Descubro agora - porque mo disseram clara, explícita e frontalmente - que corro sérios riscos de desenvolver um cancro da pele. Assim para começar eu queria que o cancro fosse apanhar onde apanham as galinhas e não me chateasse nem me obrigasse a usar creme anti-UV e o raio que o parta.

Mas a verdadeira questão não é essa. É: há alguma parte do corpo que não esteja sujeita a cancro? De que me serve proteger-me a pele do cancro se ele amanhã aparece nos joelhos, por exemplo? Ou no baço? Ou no céu da boca,  particularmente chato para quem gosta tanto de falar?

Isto do cancro é como sermos amados pela mulher que amamos; ou a lotaria: perdemos cada vez que amamos, ou jogamos.