21.9.14

Boas Almas

Uma grande cabeleira ruiva encaracolada à volta de um rosto comprido, ligeiramente cavalar,  de grandes dentes brancos à vista num sorriso permanente. É decerto inglesa ou irlandesa e trabalha num daqueles organismos sociais cuja função principal é ajudar senhoras de sorriso beato a encontrar um marido, ou enganar o que já têm. Ao mesmo tempo ajudam-se os pobres, as crianças que têm sede ou, sei lá, gatos que perderam os bigodes ou nunca os tiveram.

Boas almas, claro. E intenções.