19.10.15

Excessos e surpresas

Às vezes penso nas reacções de surpresa de muitas pessoas quando lhes digo que raramente vejo televisão. Acho surpreendente é que se consiga fazê-lo mais de uma vez por ano (patamar esse que em 2015 lamentavelmente já excedi em cem por cento).

Agora, por exemplo, estão num programa Carlos Carreiras e João Cravinho, inter alia (que não conheço, infelizmente).

A craveira intelectual de um aliada à história do outro fazem-me pensar num programa de circo apresentado por focas amestradas: não sabem falar, mas surpreendem-nos cada vez que sobem graciosamente para um tamborete.