7.9.16

Celan, com certeza.

"Vive as vidas, vive-as todas
Mantendo os sonhos separados,
Vê, eu subo, vê, eu caio,
Sou outro e não sou outro."

In A morte é uma flor. A tradução é minha, por assim dizer.