27.9.16

Sensatez e imaginação

É relativamente simples e sensato, tão simples e sensato como ensinar um canguru a comer sentado à mesa, de garfo e faça e esperar que ele aprenda.

Não aprenderá nunca, estúpido. Melhor deixá-lo correr e saltar pelos campos fora; não sabe fazer outra coisa.

Sabe: imaginar que um dia se sentará à mesa e comerá de garfo e faca.