12.11.16

Diário de Bordos - Riviera Beach Marina, Flórida, EUA, 11-11-2016

É preciso começar por dizer - dirigido sobretudo àqueles que gostam de viajar, coitados - que West Palm Beach é uma cidade detestável. Talvez não seja bem a palavra, mas não devemos embrenhar-nos por essas veredas. Explorá-las não leva a lado nenhum excepto talvez ao horror, se lhes encontrarmos o fim.

Fui jantar com o Ed ao Bar Louie e até ver a conta o jantar foi uma merda. Depois ficou a coisa mais perto da abominação total que comi em muitos muitos anos. O poder mágico dos números. Pensámos que um café resolveria talvez a coisa e levei-o ao Subculture, onde ele nunca tinha estado.

Fiquemo-nos por aqui. Não quero começar uma espécie de Apocalipse Now gastronómico.

Mais vale voltar para bordo, retomar a garrafa de Flor de Caña onde ontem a deixei (quase cheia) e Leonard Cohen onde ele ficou: no princípio, no meio e no fim.

"O you've seen that man before
his golden arm dispatching cards
but now it's rusted from the elbows to the finger
And he wants to trade the game he plays for shelter
Yes he wants to trade the game he knows for shelter.
"

........
Foi Leonard Cohen quem me fez ver que há mais no amor do que aquilo que está à vista. Ou melhor: que se o amor se resumir àquilo que está à vista não vale nada.

Daí para a vida não custa. É uma evidência.

........
A empregada do Kafe Hub (sic) - o sítio onde tive o privilégio de beber o pior café expresso da minha vida, uma proeza para quem, como eu não gosta muito de café expresso - não pode levar os cafés à mesa. "Está quente", explica. Alguém um dia definiu a loucura como sendo a razão levada ao extremo. Não sei se a loucura é um extremar da razão, mas o ridículo é sem dúvida nenhuma.

O excesso de bem é uma palermice, o de mal uma tragédia. Antes aquele. E que a mulher não se queime, coitada. É jovem e gorda, duplo desperdício.

........
O progresso, o bem e a razão são a Santíssima Trindade do mundo moderno. Apesar de não ser religioso prefiro a original. Feitas as contas terá de certeza feito menos mal.