31.12.16

Abraço, Ricardo

Para terminar o ano, um abraço ao Ricardo. Era daquelas pessoas de quem se gosta mesmo que não se conheça muito bem. Nada é mais revoltante do que uma morte precoce.