9.7.17

Diário de Bordos - Genève, Suíça, 09-07-2017

"O corpo é teu aliado", diz-me S. ao pequeno-almoço. "Não é teu inimigo". Depois de anos de uma guerra surda (nem sempre...) entre mim e o meu corpo parece que a idade, esse grande pacificador vai conseguir unir-nos.

Dou por mim a fazer a lista, como se a tivesse à porta. (Não está, claro. Falta-me simplesmente prática: na guerra entre mim e o corpo ganhei a maioria das batalhas). Descubro que só me falta uma coisa e mesmo essa está a caminho. Quando estiver feita o que vier a mais será conversa de encher chouriços, uma outra forma de paz.

.........
O calor e o sol foram substituídos por nuvens e aguaceiros. A normalidade retoma o poder, como sempre.

........
"Carouge emburguesou-se", queixa-se J., ele mesmo um belíssimo (literal e metaforicamente) exemplar de burguês.

Isto da burguesia é como o turismo: só acontece aos outros.

........
Genebra é uma cidade tão limpa... Tudo é limpo aqui: as ruas, as pessoas, os carros, os passeios. Não admira que um gajo por vezes se sinta num museu de cera, por muito que goste de limpeza.