25.10.17

Ingratidão

Lacan dizia que "a estupidez é uma histeria. Basta uma pessoa saber-se estúpida para deixar de o ser".

A minha tumultuosa relação com a estupidez - uma das raras características humanas que não suporto - faz-lhe ressaltar um certo traço lacaniano: a estupidez - uma das muitas características humanas que não me suporta - deixa de o ser porque justamente não gosta de mim.

Um estúpido que me detesta deixa de ser estúpido. Podia pelo menos agradecer-me, mas isso nunca acontece: ninguém me compreende. Excepto, claro, a estupidez, que é por natureza ingrata. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.