29.1.18

Diário de Bordos - Lisboa, 29-01-2018

Esta Lisboa asséptica fode-me o juízo, como uma mulher inteligente se chateia com um gajo que a toma por estúpida.

........
Pequeno aviso à navegação, em resposta a uma simpática pergunta que há pouco me foi feita: o Don Vivo não é um blog de opinião; é um blog de disparates. Ou então de opiniões disparatadas. Talvez mesmo um blog de disparates opiniosos.

Enfim, as opiniões estão neste blog como natas numa Carbonara: são boas separadas mas juntas estragam tudo.

........
Em Lisboa há uma por assim dizer taberna medieval onde eu vim depois de uma tarde de trabalho árduo. Perguntei ao jovem se podia pôr os Carmina Burana e antes de lhe poder precisar que queria a versão de Clemencic ele perguntou-me "isso é de Bizet, não é?"

Depois de um curto diálogo do qual passo os pormenores corrigiu, dizendo que tinha confundido com "a Aida, a ópera".

"Je me promène dans ce monde comme une putain dans un monde sans trottoirs".

A citacão saiu-me da memória. A correcta é assim. "Je vadrouille à travers les jours comme une putain dans un monde sans trottoirs".