22.3.18

Diário de Bordos - Port d'Andratx, Mallorca, Baleares, Espanha, 22-03-2018

As boas notícias sucediam-se tão depressa... pareciam um comboio. A tal ponto que me atropelaram e dos restos saiu um capitão de porto com quem me zanguei bastante. Foi uma discussão e peras.

O homem acabou por me pedir desculpa e deixou uma porta aberta â possibilidade de o P. continuar na marina do Clube. Não passa de uma pequena frincha, mas dado o ponto de partida é apreciável.

........
Uma vez tive uma discussão com um Capitão do Porto (com maiúscula porque é militar, capitão de porto à portuguesa e não mero gerente de uma marina como este). Foi em Ponta Delgada. O homem era completamente idiota, detestado por todos os subordinados e não-subordinados. A nossa discussão começou porque ele queria que o INDOMÁVEL - um Sun Fizz, ou seja: 42 pés e três camarotes - tivesse três tripulantes. O argumento era imbatível: "a embarcação tem três camarotes, portanto deve ter três tripulantes". À minha pergunta "E onde quer o Sr. Comandante que eu ponha os clientes?" ele respondia com a mesma lengalenga.

Não nos pegámos à pancada por uma unha negra, mas houve gritos e murros na mesa e. Quando saí tinha o pessoal todo alinhado, quase a bater-me pala, alguns a aplaudir silenciosamente, só o gesto das mãos a baterem uma na outra.

Não me impediu de ter de vir a Lisboa resolver o assunto, mas foi uma boa vitória (que depois me valeu uma multa monstruosa absolutamente incontestável por outra coisa qualquer, mas isso é outra história).

A de hoje não foi assim tão dura. Quando o fui ver, no segundo round, estava muito mais calmo e pediu-me desculpa e lá está: uma frincha aberta. Pode ser que a minha mojo hand amanhã funcione.

........
Os dias têm sido de trabalho árduo. Penso que é daí que vêm as boas notícias: a sorte tem uma certa tendência moralista: prefere quem trabalha a quem não faz nada ou faz mal o que faz.

........
O transporte que era de Marselha passou para Zug. É possível, mas longe de garantido, que vá pela primeira vez fazer uma coisa que quero fazer há muito tempo: descer o Rhône desde lá de cima, desde o Saône. Saberei em breve.

 ........
Amanhã entra badanal de novo. Que raio de tempo! Isto só acontece quando tenho de preparar barcos.

Antes assim. No mar estaria pior. Não quero comparar o que não tem comparação, mas por vezes penso que um médico a reanimar alguém em muito mau estado deve sentir-se mais ou menos como eu quando recupero uma embarcação.