8.3.18

Vida, ailleurs

O filme é antigo. Chama-se "La vie est ailleurs" no original pré-românico.

Godofredo vivia portanto a vida alhures. Faziam um par curioso: ele num sítio e a vida noutra. Às vezes enganavam-se mutuamente: ele com uma miúda em Palma ela com a mesma miúda na mesma cidade. Cruzavam-se no corpo da miúda mas não se viam.

Uma vez a mulher decomposta nas suas várias - e inconsequentes - partes regressavam ao seu lugar respectivo: Godofredo de um lado a vida do outro e observavam-se sem se ver, como boxeurs cegos.