17.7.18

Água, azeite

Sou pela verdade. Isto é: sei que a mentira existe e às vezes é necessária, mas penso que deve estar reservada para aqueles momentos em que - por exemplo - precisamos de um copo de água, se não tivermos água morremos. Aí sim, podemos mentir. Sem isso - sem um risco de vida - a mentira é inadmissível.

O problema é que a verdade nos faz perder muitos copos de água. É um círculo. Um pêndulo: uma leva à outra, tal como a humidade e a luz levam ao arco-íris. Ser-se pela verdade é portanto encorajar a mentira? Não tão depressa: podemos aprender a viver sem água.