27.7.18

Diário de Bordos - Palma, Mallorca, Baleares, Espanha, 27-07-2018

É daqui que vem a expressão "Seca!": alguém esperava que o Chockfast secasse e disse Que scca! e a coisa pegou (sem jogo de palavras, claro). Não consegui encontrar em lado nenhum uma estimativa do tempo que aquilo leva até se poder trabalhar. Se vejo esta quilha arrumada benzo-me, vou em procissão a Fátima de joelhos e de costas, trepo às torres da Catedral de Palma só com uma mão e a outra amarrada atrás das costas (é mais ou menos assim que me sinto, mão amarrada atrás das costas e esmagado por coisas que não controlo de todo).

.........
E pelas que controlo ou devia controlar e não faço, tornei-me membro da igreja da procrastinação do último dia, como se o P. se tivesse tornado uma imensa esfera dentro da qual vivo e respiro e fora não há nada.

........
Alegrias do automóvel: a embraiagem patina de tal forma que não tenho a certeza de conseguir tirá-lo da garagem. M. vai dar-me outro. Felizmente posso esperar que o Chockfast seque aqui em Palma, não preciso de ir a bordo olhar para aquilo (ontem fui e fiquei tão deprimido com o ritmo da seca que mais vale esperar até amanhã ou pelo menos até logo à tarde).

...........
Refugio-me na Babel, excelente livraria e excelente café, boa música e a esta hora vazio. Algo me diz que a procrastinação vai perder um ponto.