28.7.18

Serviço público - Onde comer mexicano (salvo seja) em Palma

Os meus leitores (generosos e tolerantes) sabem que o meu mais enraizado desejo é proporcionar um serviço público de qualidade, objectivo, sereno. Com esse objectivo na mira fui hoje ao restaurante Xoxotl, ali perto de Santa Catalina, Santa Cat para os yachties, gupo do qual não faço parte, seja Deus louvado (ou eu, já que Deus pouca influência teve nisto).

Ando a fazer uma lista dos melhores restaurantes mexicanos de Palma, pois nada impede os meus amáveis leitores de cá virem um dia, terem vontade de comer mexicano (salvo seja) e lendo-me saberão imediatamente onde ir ou não.

Ãté agora o meu afã levou-me a três restaurantes. Enfim, dois e meio: o 7 Machos, o Frida e Diego (ou coisa que o valha) e hoje o Xoxotl.

O melhor dos dois e meio é o meio: o 7 Machos não é bem um restaurante, é onde se vai à meia noite se se estiver bêbedo ou às oito antes de. É soberbo, o mais perto que já estive do México aqui na Europa. O Frida e qualquer coisa é pedante, como o nome indica Não é mau, mas eu não sou dado a pedantices, como toda a gente sabe. Pelo menos às alheias. O Xoxotl é uma merda.

Posso elaborar, mas agora não. Provei enchiladas, um tamale e Margaritas. Estas escapam. Os outros nem isso. Basta dizer que a empregada, pequenina e simpática, me avisou que a "folha" do tamale não "se come". Querida, um restaurante mexicano no qual se avisam os clientes de que as folhas de bananeira não se comem dá vontade de ir ao jamaicano mais perto.

Pode ser que tenham Red Stripe e façam um Dark & Stormy correcto, nunca se sabe. Até lá, mexicanos só no 7 Machos.