3.8.18

Ausências presentes

Algumas ausências têm esta curiosa particularidade de parecerem balões que temos em nós e enchem, enchem, enchem sem rebentar nunca. Ficam maiores, só.

Para a R., com um beijo de presente.