6.7.19

Diário de Bordos - Palma, Mallorca, Baleares, Espanha, 05-07-19 / II

Mais uma noite dessas que fazem de uma cidade um sítio onde se pode viver. Desta vez, um churrasco no Volta Dos, a casa que tão gentilmente me acolhe, organizado, improvisado à la va vite pelo Ch. Ainda não consegui perceber como é que a estranha diversidade do humano me atrai cada vez mais e não cada vez menos. Talvez no fundo eu esteja condenado... Não: talvez no fundo eu seja um condenado. Cada vez mais me parece plausível: sou um condenado, daqueles que gostam do que fazem; estou condenado a pensar que tenho sorte. Sou um condenado de mim.

Não sei. Pouco importa. Que todas as condenações fossem esta: não ter dinheiro e apesar disso ter vida (sempre é melhor do que não ter vida e ter dinheiro, entre nós seja dito).

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.