24.3.20

Ditaduras

Uma das coisas mais exasperantes nos guardiães do bem, da virtude, da responsabilidade social e dos lacinhos à lapela é serem incapazes de conter a bondade. Não lhes basta saberem o que é bom para eles. (Aqui há uma ponta de inveja. Eu nem para mim sei.)

Não: eles precisam de mostrar que são bons, responsáveis sociais. Daí os laçarotes. Depois, ainda não satisfeitos, precisam de impor a sua irreprimível preocupação aos outros. Serem bons não lhes chega. A bondade precisa de convivência,  senão não serve para nada.

Que Deus me proteja dos ditadores do bem. Com os outros posso eu.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.