31.10.04

Humor

Herrman (link ao lado) é dos poucos desenhadores de imprensa que me faz consistentemente rir - o que em si não teria nada de especial, não fora o facto de eu estar, na esmagadora maioria das vezes, em total desacordo com as opiniões dele.

Tive, há tempos, uma história afectiva que me colocou muitas perguntas, e algumas respostas, sobre a natureza do amor; Herrman faz o mesmo para o humor. Faut que j'y pense.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.