4.5.05

Amo-te Porto - II

Outra coisa de que gosto sem fim no Porto são os táxis. Há alguns meses, um estudo da DECO demonstrou que no Porto 100% dos taxistas enganaram as pessoas que fizeram o teste. Em Lisboa, esse nº foi de 70%, creio - o que explica os intensos estágios que a ANTRAL está a organizar no Porto para os nosso taxistas (em Lisboa, se o estudo se cingisse aos taxistas do Aeroporto, a percentagem seria de 300% ou mais - eles conseguem o milagre de enganar várias vezes o mesmo passageiro).

Recentemente, fui de táxi, no Porto, do ponto A ao ponto B - e paguei 4 euros e qualquer coisa. No regresso, do ponto B para o ponto A, mandei parar o táxi quando o taxímetro ia nos 9 euros - e ainda tive que andar dez minutos a pé para regressar ao ponto de partida. Tenho que reconhecer que não me zanguei com o condutor - ele foi de uma gentileza inexcedível: até me explicou o caminho, apontando para a direcção contrária daquela para onde seguíamos (se fosse em Lisboa, ele ter-me-ia enganado também na indicação do caminho a pé, e teria sido mal-criado).

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.