29.10.05

Impaciência

Está vento, muito vento, e a chuva tamborila no rufo da cabine. O barco, bem amarrado, vibra, impaciente - mas ainda não sei se é por querer voltar para o mar, de onde chegou há tão pouco tempo, se por estar, como eu, farto desta água doce que nos cai em cima sem ter sido encomendada.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.