7.8.07

Uma surpresa

Para escrever o post abaixo procurei aqui no Don Vivo a história de Rupert, o senhor do S/Y "Waffen von Wuppertal" que atravessou de Lisboa para Ponta Delgada com duas costelas partidas.

Tenho a certeza que já aqui falei dele, da sua cara branca, transparente, quando o vi chegar a Ponta Delgada e mal se podia mexer para a manobra; da expressão da mulher, que também andava pelos setenta e tal, aflita pois não estava habituada a ajudar no convés (o Rupert tinha-lhe instalado um fogão eléctrico, daqueles domésticos, de 220 volts, "porque ela não sabe cozinhar a gás e foi a única coisa que me pediu para vir comigo" (viviam a bordo, era a maneira de passarem a reforma).

Utilizei todos os temas de procura possíveis e imaginários e não encontrei. Nem com "dores alucinantes".

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.