12.12.10

6213, momento meta, ou: Obrigado, Blogger!

Comecei por pensar que 6213 era um número primo, mas não é: a soma dos seus algarismos é múltiplo de 3, portanto é divisível por 3 (o resultado é 2071, para quem não tiver o telefone ou a vontade à mão).

6213 é também o número de posts do Don Vivo. Queria celebrar os números redondos, mas falhei o 6000, o 6100 e o 6200. Aposto que vou esquecer-me de todos, incluindo o 6666, daqui por mais meia dúzia de meses. Desses, muitos são fotografias (aparentemente indispensáveis), poemas medíocres (idem) ou músicas, que não deviam fazer parte do cômputo, mas fazem. Que me lê regularmente sabe que não gosto muito do que escrevo - parece-me, de uma forma geral, fraco e piegas - mas que gosto de o escrever, quanto a mim a principal razão para se ter um blog.

Quando alguém me diz que gosta do que escrevo agradeço empenhado, e por vezes constrangido. Por mim, há uma coisa no DV, e só uma, da qual gosto - é a independência. Escrevo o que quero quando quero como quero, tal como faço tudo o que faço. 6213 manifestações de independência - não é muito, mas é muito mais do que pensava quando o comecei; e muito menos do que, agora, espero.

Não escrevo para, escrevo por: é formidável.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.