7.2.11

Uma pergunta

Essa greve que por aí grassa dos transportes públicos significa que um chauffeur da Carris ou um maquinista do Metropolitano ganham mais de 1,500 euros por mês? É que se assim é, eu acho que João Miranda tem razão: a "Deolinda" que saia da Universidade, já! (E deixe o carro em casa, já agora).

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.