25.3.11

Livro de bordos - 11 (Notas)

Ela passeia pelo mundo o seu azedume como outros o chapéu: não serve para mais nada se não para se fazerem notar.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não prometo responder a todos os comentários, mas prometo que fico grato por todos.