4.4.13

Desprezo, amor

Pode amar-se e odiar-se alguém simultaneamente. É frequente, de resto. Mas não se pode amar e desprezar a mesma pessoa ao mesmo tempo. O amor - como o ódio - confere uma existência, um ser, a quem desprezamos; a quem, aos nossos olhos não é.