26.5.13

Um parte e o outro fica

Penso muitas vezes que sou um idiota (estou longe de ser, seja Deus louvado, o único a pensar assim).

Quando, por exemplo, descubro coisas destas sou forçado por essa mesma realidade, a coisa mais obtusa que o bom Deus jamais criou, a perguntar-me "como é possível, meu Deus, como é possível? (Isto não significa que me tome por Deus nem, muito menos que ele exista. É uma fórmula)".

A verdade é irrefutável: vivi, por assim dizer, anos ao lado desta jovem senhora e só hoje descobri isto.

Se não é sinal de profunda, indelével, inegável, inextricável estupidez não sei o que é.

m.youtube.com/#/watch?v=iSisOy3CQHQ

(As minhas desculpas, o teclado do tablet não ajuda. Copiar-colar, por favor.)