30.10.13

Diário de Bordos - Palma de Maiorca, Baleares, Espanha, 30-10-2013

Hoje o jantar ficou péssimo.

Isto traz imediatamente à memória a hisória do comandante que era um bêbedo, engrossava-se todos os dias, e do imediato que não tocava numa gota de álcool.

Um dia o imediato chateou-se e escreveu no Livro de Bordo "hoje o Comandante estava embriagado". Este enfureceu-se, claro, quando viu aquilo no dia seguinte. E respondeu: "hoje o Imediato não estava embriagado".

O jantar estava de facto mau; saber se isso é frequente ou não fica à discrição.

A ideia era improvisar um frango à base de gengibre, curcuma (a que em Portugal chamamos açafrão doce, ou coisa que o valha) e alecrim. Mas enganei-me no limão, pu-lo em muita demasia, e a coisa ficou sem outro gosto que o acre.

Acontece aos piores... Os limões de Palma têm gosto, estamos todos avisados.

........
Passo os dias a bicicletar por Palma, e a pensar na sorte que tenho: ser amado por uma cidade assim é como ser amado pela mulher que amamos.

E percorrê-la de bicicleta é como levá-la a jantar a um restaurante do qual gostamos muito: temos de a conhecer antes de saber que ela nos ama.

........
Uma senhora que eu conheci em tempos perdeu a sua embarcação porque tentou entrar num porto num dia de tempestade.

Qualquer bom marinheiro sabe que durante as tempestades não se tenta aportar. Ponto. As tempestades aguentam-se ao largo e sozinho.

........
Mas enfim, fui ao Mercadona, desci a Costa de la Pols com os sacos na bicicleta, cheguei a casa sem partir nada: falhar um jantar é um acto menor no meio disto tudo.