29.1.14

Dor na doxa

Um gajo qualquer diz na televisão que os direitos humanos podem ser referendados e a turba levanta-e em uníssono - a turba só ladra em uníssono, perdoem-me o pleonasmo - a insultar o homem. Argumentos até agora vi zero.

Dói-me a doxa. Sempre doeu, é verdade. Mas agora dói mais, porque agora sei o que não sabia quando era mais novo: não é a imbecilidade que manda, mas é por sorte, por habilidade de quem manda, por acaso, por milímetros.  Estamos sempre a um passo dela.

"On n'avance pas vers la verité, on change de dogme. C'est tout." Não sei quem disse isto. Merecia os prémios Nobel todos.