15.3.14

Diário de Bordos - Red Frog Marina, Bocas del Toro, Panamá, 14-03-2014

Estudo a passagem pelo Miskitos Bank e sinto-me como se Marilyn Monroe estivesse à minha espera num café. Enfim, num sofá.

........
Dias como o de hoje não deviam ser mencionados sequer. Com uma excepção: enrabei - peço perdão, mas é o termo - o "capitão de porto" mais corrupto com que jamais lidei. Resta-me esperar que amanhã o homem não se lembre de vir a Red Frog. (Aspas porque se aquilo é um capitão de porto eu sou a mulher do papa).

........
O dia foi chato (isto é um understatement); cheguei a bordo e S., a adorável tripulante disse-me que parecia enfastiado. Estava pior do que enfastiado, S., muito pior.

Mas a vossa simpatia e a cabeça da barracuda cozida desenfastiaram-me num instante. Enfastiome devagar, mas no sentido contrário as coisas mudam muito mais depressa, Allah uAqbar.

........
De maneira não largo amanhã e não vou para a Carolina do Norte - posso entrar nos Estados Unidos com o ESTA de todos os modos e feitios menos num iate -. Fico-me pelas Bahamas; para muitos seria uma maçada. Para mim é uma porra, uma merda, mais uma das inconsistências que me desiludem, cada vez mais, naquele país.

Largo depois de amanhã. Que é um dia?

Nada, e tudo. Basta fazermos a escolha certa.